Silvia H. S. Borelli

Antropóloga, professora Doutora/ Livre Docente (Depto. Antropologia/ PEPG Ciências Sociais/ PUCSP); coordena, na PUCSP, a CEDEPE-Coordenadoria de Estudos e Desenvolvimento de Projetos Especiais; é docente colaboradora do Mestrado/ Doutorado em Comunicação e Práticas de Consumo (ESPMSP). Fez graduação em Ciências Políticas e Sociais (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, 1973) e mestrado (1983), doutorado (1995) e livre docência (2006), na PUCSP. Orienta monografias/ dissertações/ teses. É pesquisadora nas áreas de antropologia/ sociologia da cultura/ comunicação: jovens/ juventudes; ações culturais, políticas e comunicacionais; políticas públicas de/ para juventudes; produção/ recepção midiáticas; livros/ leitura/ editoras/ mercado editorial. Participa e coordena pesquisas e grupos de pesquisa: a) Imagens, metrópoles e culturas juvenis (Líder: Diretório Grupos Pesquisa/CNPq), desde 2006; b) Juventudes e infancias: prácticas políticas y culturales, memorias y desigualdades en el escenario contemporáneo (CLACSO-Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales. Pesquisadora, desde 2008); c) Jovens urbanos: políticas públicas, ações culturais, políticas e comunicacionais em São Paulo (Coordenadora, desde 2016). Co-coordena o Curso de Pós-Doutorado em Ciências Sociais, Infância e Juventude (CLACSO) e integra o Comitê Científico da RedINJU-Red de Posgrados en Infancia y Juventud (CLACSO/OEI-Organización de Estados Iberoamericanos, os comitês de Coordenação e Avaliação da Escuela Internacional de Posgrado/Infancias y Juventudes en América Latina (RedINJU). É responsável por convênios de cooperação internacional entre a PUCSP e: Universidades de Manizales e Central/ Bogotá/Colômbia; Universidad de la República/Uruguay; Universidad de San Martín/Argentina; Universidad Mayor de San Andrés/Bolivia; Organización de Estados Iberoamericanos-OEI; Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales-CLACSO. Publica livros e artigos no Brasil e no exterior, entre eles: ORTIZ, R.; BORELLI, S.H.S.; RAMOS, J.M.O. Telenovela: história e produção. São Paulo: Brasiliense. 1989; BORELLI, S.H.S. (org). Gêneros ficcionais, produção e cotidiano na cultura popular de massa. São Paulo: INTERCOM/CNPq/FINEP. 1994; BORELLI, S.H.S. Ação, suspense, emoção: literatura e cultura de massa no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade/EDUC/FAPESP, 1996; BORELLI, S.H.S.; PRIOLLI, G. et alii. A deusa ferida. Por que a rede Globo não é mais a campeã absoluta de audiência. São Paulo: Summus. 2000; LOPES, M.I.V.; BORELLI, S.H.S.; RESENDE, V.R. Vivendo com a telenovela. Mediações, recepção, teleficcionalidade. São Paulo: Summus, 2002; BORELLI, S.H.S.; FREIRE FILHO, J. Culturas juvenis no século XXI. São Paulo: Educ, 2008; BORELLI, S.H.S.; ROCHA, R.M.; OLIVEIRA, R.A. Jovens na cena metropolitana. Percepções, narrativas e modos de comunicação. São Paulo: Paulinas, 2009; BORELLI, S.H.S. e FREITAS, R.F. Comunicação, narrativas e culturas urbanas. São Paulo: Educ, 2009; BORELLI, S.H.S.; ALVARADO, S.V.; VOMMARO, P. (org.) Jóvenes, políticas y culturas: experiencias, acercamientos y diversidades. Buenos Aires: CLACSO/ Homo Sapiens. 2012; BORELLI, S.H.S.; CUBIDES, H.; VAZQUEZ, M.; UNDA, R. Juventudes latinoamericanas. Prácticas socioculturales, políticas y políticas públicas. CLACSO. 2015. É assessora ad hoc da Fapesp e da CAPES e integrante de conselhos editoriais de revistas científicas e de associações nacionais e internacionais em Ciências Sociais e Comunicação. (Texto informado pelo autor)Antropóloga, professora Doutora/ Livre Docente (Depto. Antropologia/ PEPG Ciências Sociais/ PUCSP); coordena, na PUCSP, a CEDEPE-Coordenadoria de Estudos e Desenvolvimento de Projetos Especiais; é docente colaboradora do Mestrado/ Doutorado em Comunicação e Práticas de Consumo (ESPMSP). Fez graduação em Ciências Políticas e Sociais (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, 1973) e mestrado (1983), doutorado (1995) e livre docência (2006), na PUCSP. Orienta monografias/ dissertações/ teses. É pesquisadora nas áreas de antropologia/ sociologia da cultura/ comunicação: jovens/ juventudes; ações culturais, políticas e comunicacionais; políticas públicas de/ para juventudes; produção/ recepção midiáticas; livros/ leitura/ editoras/ mercado editorial. Participa e coordena pesquisas e grupos de pesquisa: a) Imagens, metrópoles e culturas juvenis (Líder: Diretório Grupos Pesquisa/CNPq), desde 2006; b) Juventudes e infancias: prácticas políticas y culturales, memorias y desigualdades en el escenario contemporáneo (CLACSO-Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales. Pesquisadora, desde 2008); c) Jovens urbanos: políticas públicas, ações culturais, políticas e comunicacionais em São Paulo (Coordenadora, desde 2016). Co-coordena o Curso de Pós-Doutorado em Ciências Sociais, Infância e Juventude (CLACSO) e integra o Comitê Científico da RedINJU-Red de Posgrados en Infancia y Juventud (CLACSO/OEI-Organización de Estados Iberoamericanos, os comitês de Coordenação e Avaliação da Escuela Internacional de Posgrado/Infancias y Juventudes en América Latina (RedINJU). É responsável por convênios de cooperação internacional entre a PUCSP e: Universidades de Manizales e Central/ Bogotá/Colômbia; Universidad de la República/Uruguay; Universidad de San Martín/Argentina; Universidad Mayor de San Andrés/Bolivia; Organización de Estados Iberoamericanos-OEI; Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales-CLACSO. Publica livros e artigos no Brasil e no exterior, entre eles: ORTIZ, R.; BORELLI, S.H.S.; RAMOS, J.M.O. Telenovela: história e produção. São Paulo: Brasiliense. 1989; BORELLI, S.H.S. (org). Gêneros ficcionais, produção e cotidiano na cultura popular de massa. São Paulo: INTERCOM/CNPq/FINEP. 1994; BORELLI, S.H.S. Ação, suspense, emoção: literatura e cultura de massa no Brasil. São Paulo: Estação Liberdade/EDUC/FAPESP, 1996; BORELLI, S.H.S.; PRIOLLI, G. et alii. A deusa ferida. Por que a rede Globo não é mais a campeã absoluta de audiência. São Paulo: Summus. 2000; LOPES, M.I.V.; BORELLI, S.H.S.; RESENDE, V.R. Vivendo com a telenovela. Mediações, recepção, teleficcionalidade. São Paulo: Summus, 2002; BORELLI, S.H.S.; FREIRE FILHO, J. Culturas juvenis no século XXI. São Paulo: Educ, 2008; BORELLI, S.H.S.; ROCHA, R.M.; OLIVEIRA, R.A. Jovens na cena metropolitana. Percepções, narrativas e modos de comunicação. São Paulo: Paulinas, 2009; BORELLI, S.H.S. e FREITAS, R.F. Comunicação, narrativas e culturas urbanas. São Paulo: Educ, 2009; BORELLI, S.H.S.; ALVARADO, S.V.; VOMMARO, P. (org.) Jóvenes, políticas y culturas: experiencias, acercamientos y diversidades. Buenos Aires: CLACSO/ Homo Sapiens. 2012; BORELLI, S.H.S.; CUBIDES, H.; VAZQUEZ, M.; UNDA, R. Juventudes latinoamericanas. Prácticas socioculturales, políticas y políticas públicas. CLACSO. 2015. É assessora ad hoc da Fapesp e da CAPES e integrante de conselhos editoriais de revistas científicas e de associações nacionais e internacionais em Ciências Sociais e Comunicação. (Texto informado pelo autor)

Visite o Lattes para informações complementares.
Conheça o Grupo de Pesquisa.